A INCOMPETÊNCIA NÃO É PARA SER PREMIADA (*)

Não. Não fizemos a nossa parte !!!

Apesar das inúmeras oportunidades que tivemos para conseguir o acesso a Primeira Divisão ESTE ANO, faltou competência, raça, coragem e determinação à DIRETORIA E AOS JOGADORES POR ELA ESCOLHIDOS e dignamente remunerados.

Sobraram tentativas de justificativas e desculpas.  Em vão…

De nada adiantou na derradeira partida, o ASA fazer um GOL CONTRA e vencermos o jogo, pois ficamos a um ponto da série A. Em 2010, também fomos rebaixados por um ponto. Mero acaso?

Os resultados demonstram toda a incompetência e apatia da Diretoria, quando o assunto é a gestão de futebol profissional do clube neste período.

Não faltaram opiniões construtivas de torcedores e conselheiros, algumas até contundentes, mas pouco ou quase nada repercutiu na omissa e ineficaz atual gestão do futebol profissional do Glorioso Vitória.

Jogadores originários da nossa (ainda) destacada e campeã divisão de base e que contribuíram para ganhar o único título profissional em 2010/2011 para o Vitória  (a Copa do Nordeste) foram dispensados sem qualquer justificativa aos conselheiros e torcedores (Junior Timbó, Esdras, Lee, Kleiton Domingues, dentre outros).

Entretanto, não se pode dizer que faltou elenco ao Vitória, pois a diretoria trouxe Pablo, Lucas Nania, Xuxa e mais de vinte jogadores de baixíssima qualidade, que embora bem remunerados, nada ou muito pouco fizeram de bom para o clube e alguns deles contribuíram diretamente para o nosso insucesso, como Zé Luis que, inexplicavelmente, foi preservado pela Diretoria saindo do clube sem dar explicações a torcida.

Sinceramente, não dá para compreender a passividade da Diretoria e da Comissão Técnica em alguns momentos cruciais que poderiam ser determinantes para sacramentar o acesso este ano (ainda que sem muitos méritos).

Por exemplo, no gol mal anulado pela arbitragem no penúltimo jogo contra o São Caetano, nenhum representante da Diretoria ou da Comissão técnica foi capaz de questionar COM FIRMEZA E AUTORIDADE O ERRO GROSSEIRO do bandeirinha. Se alguém do banco de reservas ou da Diretoria fosse expulso, paciência, pois o Vitória estava com razão e só faltava um jogo para o acesso. O time iria com tudo para Alagoas!!!

Comportamento totalmente diferente foi visto no jogo Vasco e Fluminense, onde um jogador do banco de reservas do Vasco foi expulso após questionar o juiz por reclamação a suposta irregularidade no gol do Fluminense. Logo apos, o Vasco desempatou a partida e ainda manteve chances do título. A raça do banco e da comissão técnica vascaína contaminou positivamente o time. A apatia teria o efeito contrário…

TODO RUBRO-NEGRO SABE QUE A PAIXÃO FAZ PARTE DO FUTEBOL E A RECLAMAÇÃO FIRME E PROCEDENTE TAMBEM, mas a frieza inercial do comando do Vitória tem abatido o time nos dois últimos anos (e nos quatro minutos finais do jogo contra o São Caetano contaminou também boa parte da torcida, que incrédula com tamanha irresponsabilidade e apatia do elenco, preferiu o silencio sepucral, ante tamanha humilhação).

A torcida do Vitória está triste novamente. Não tanto por não ter conseguido o acesso este ano, mas pela FORMA com que atuamos durante este período. Time sem vontade, sem garra e sem técnica. Reflexo de um comando sem muito comando…

Todos que torcem para o Glorioso Vitória querem ver o time vencer, mas sabem que empatar ou perder faz parte do futebol. O fundamental é lutar com raça e determinação por cada ponto, em toda partida e em qualquer competição, sobretudo os disputados no Barradão, pelo respeito ao torcedor do Vitória. Sabemos que cada ponto perdido faz falta, e como faz…

É preciso urgentemente resgatar os melhores valores que sempre deram orgulho ao Vitória e voltar ter ídolos e a revelar talentos para o Brasil e para o mundo (há quanto tempo não fazemos isso ?).

É importante deixar que as pessoas de bem e decentes que ENTENDAM DE FUTEBOL e contratados pelo Vitória com tal finalidade (por exemplo, Newton Drummund), façam seu trabalho na busca de bons jogadores e sejam avaliados pelos resultados.

É necessário preservar os rubro-negros da atual Diretoria com anos de serviço prestados ao clube, que não tem condições de assumir determinadas funções, substituindo-os urgentemente, pelo bem do Vitória e deles próprios.

Mas, nem tudo está perdido, pois somos grandes, um dos clubes mais antigos do Brasil. Enquanto a torcida passava vexame com o “time profissional”, fomos campeões NOVAMENTE das categorias infantil e do Juvenil, em cima do maior rival.

Agora, os torcedores do Vitória NÃO ACEITAM MAIS a inapetência pela LUTA NA BUSCA DAS CONQUISTAS para o clube voltar ao lugar de destaque no cenário local, regional e nacional.  Precisamos de força e união.

Tem um trecho do tradicional hino do Vitoria que diz: “no campo da luta, tu és o melhor”, que a Diretoria (seja qual for) se inspire neste lema doravante e busque. Incessantemente novas conquistas, pois não há luta sem VITÓRIA, nem Vitória sem LUTA.

É preciso, pois, mudar a postura e renovar pessoas e ATITUDE no comando do clube, inclusive no Conselho, sempre de forma responsável e ponderada, mas urgente, pois não temos mais tempo há perder.

(*) Pedro Dórea (Bel. Em Direito e Conselheiro do Vitória)

Anúncios

Sobre rocharubronegro

Apenas um rubro negro apaixonado.

Publicado em novembro 29, 2011, em Pedro Dórea. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: