Arquivo mensal: agosto 2015

Barradão – Torneio dos Conselheiros – 22/08/2015

Anúncios

A luta continua.

Terminou o primeiro turno do Campeonato Brasileiro da série “B”. Que maravilha!! O GLORIOSO ESPORTE CLUBE VITÓRIA é o líder da competição com 37 pontos ganhos, aproveitamento de 64,9% (76,7% em casa e 51,9% fora) – 11 vitórias (7 em casa e 4 fora), 4 empates (2 em casa e 2 fora) e 4 derrotas (1 em casa e 3 fora); marcou 30 gols (21 em casa e 9 fora – média de 1,58 por partida) e sofreu 17 gols (9 em casa e 8 fora – média de 0,89 por partida).

Estes são os números resultantes de um trabalho mais participativo e harmônico da gestão de Raimundo Viana, da qual já mencionei no meu último texto “Três em um”. Também já escrevi sobre as qualidades do Técnico Vagner Mancini e a necessidade dos dirigentes darem todo apoio para que ele possa montar, disciplinar e dar um padrão de jogo a equipe. Repetidas vezes, nos últimos tempos, já escrevi sobre a falta de um padrão de jogo, de garra e determinação no nosso time. Felizmente essa realidade mudou muito depois da entrada de Raimundo Viana e Mancini. Claro que não podemos deixar de mencionar os apagões que de vez em quando acontecem. A bola não entra por acaso e a sorte sempre acompanha os competentes.

A minha preocupação agora é para que não aconteça o que aconteceu em 2012, quando tivemos, no primeiro turno, a melhor campanha de um clube na era dos pontos corridos e, por falta de pulso e liderança, ficamos ameaçados de não subir, chegando na quarta colocação e no maior sufoco. Que sejam cortadas as cabeças de qualquer líder negativo que porventura venha aparecer para atrapalhar a subida para a elite do futebol brasileiro, de preferência com a conquista do título da série “B”.

Será preciso muita determinação, foco, sangue no olho para manter e até melhorar a performance desse primeiro turno. Onde melhorar? Nos jogos fora de casa, como fizemos nos dois últimos jogos. Ainda precisamos de reforços, principalmente de um armador de qualidade (camisa 10) e mais dois laterais para substituir os atuais quando necessário.

Assim como ressaltei o trabalho participativo até agora da gestão de Raimundo Viana, gostaria de chamar a atenção para algumas coisas que aconteceram na gestão de Falcão e que já mostra sinais de acontecer novamente nesta de RV. Já começamos a sentir de alguns dirigentes e conselheiros sinais de arrogância, falta de humildade e pouca preocupação em ouvir. Cuidado com a mosca do poder. O poder vicia e corrompe os fracos. É preciso separar o educador do estrategista. A luta continua. Não conquistamos nada ainda. Temos todo um segundo turno para trabalhar com humildade e harmonia para alcançar o grande objetivo: subir sendo campeão.

Agora, mais do que nunca, precisa-se de humildade, trabalho, foco, determinação e participação de todos. Vamos deixar de lado os interesses e conveniências pessoais e focar na conquista do título inédito. Para isso é necessário que deixem a defensividade de lado e sejam proativos e bons ouvintes. Cuidado com as panelinhas, os grupinhos de poucos privilegiados. Cuidado com as XEPAS!!!

Vamos construir um ECVITÓRIA mais participativo, mais democrático, mais organizado, mais transparente… UM ECVITÓRIA GRANDE E VENCEDOR!

QUEM SABE FAZ A HORA NÃO ESPERA ACONTECER. A HORA É AGORA!

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

ECV 2 X 1 Santa Cruz

20150815044652 20150815044646

Três em um.

Olá amigos rubro-negros!

Há muito venho tentando escrever sobre o momento atual do ESPORTE CLUBE VITÓRIA. Falta-me inspiração e vontade. Tenho dado tempo para me motivar e acreditar que BONS VENTOS sopram na Toca do Leão, seja no futebol, seja na GESTÃO como um todo.

Mas continuo com um pé atrás, pois algumas coisas me levam a pensar e concluir que, apesar de ver e sentir alguns sinais de mudança, ainda não tenho a convicção necessária nem a certeza desses novos tempos e ventos, até porque o ano anterior não é referência comparativa, pois se perdeu tudo que disputou, além de ser rebaixado para a segunda divisão do futebol brasileiro. Um ano para se esquecer e procurar mudar!

Já que apareceu um pouco de vontade para escrever, vou fazê-lo, procurando relatar e retratar três pontos de vista e momentos distintos, por isso o título “três em um”. Tinha tentado escrever quando da nossa última vitória no campeonato, há mais de quinze dias, mas faltava inspiração. Cheguei a começar, porém não tinha motivação. Mas, vejam o pouco que escrevi depois do jogo contra o CRB de Alagoas: Além de acertar o placar (3 X 1) do jogo, numa sexta-feira (17/07), no Barradão, também constatei uma série de fatos positivos no atual momento do nosso ECVITÓRIA. Antes do jogo, conversei com alguns conselheiros e diretores e pude sentir que os ventos eram outros. Senti que existia uma energia e ações proativas envolvendo a todos, canalizadas para o futebol profissional para que os resultados positivos possam acontecer. Cada jogo, uma estratégia. Todos envolvidos num só objetivo: construir um ambiente e um clima harmonizado psicologicamente favorável. Motivar para vencer, tendo como grande objetivo a CONQUISTA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE “B” 2015.

Para isso é necessário que o BARRADÃO volte a ser temido por todos os nossos adversários. Que façamo-los tremer. Que saibam que é a nossa casa, nosso alçapão, nosso santuário…

Como já falei, isso eu escrevi após o jogo contra o CRB, porém, depois dessa vitória, amargamos uma derrota (25/07) fora de casa contra o Náutico (2 X 1) e dois empates no Barradão, contra o Macaé (28/07 – 0 X 0) e contra o América-MG (01/08 – 1 X 1).

Contra o Náutico, temos que destacar alguns pontos. Sabíamos que seria um jogo dificílimo, tanto pela qualidade do adversário, por jogar em seus domínios, e, principalmente, pela entrada de alguns jogadores (e aí é que era, é e será o grande problema do atual elenco) que desequilibram negativamente o conjunto. Como disse o grande pensador Evaristo de Macêdo, se tiver jogador ruim no elenco, mande embora, pois um dia você pode precisar dele ou deles e aí você vai se ferrar! Este é um dos grandes problemas do atual elenco do Vitória, destaque especial para MANSUR E EDINEI. Dito e certo. Apesar da motivação do grupo, acredito que na opinião da grande maioria da torcida, eles (Mansur e Ednei) foram os maiores responsáveis pelo resultado negativo daquele jogo, porém sabemos que a responsabilidade é de quem os contratou, de quem os mantém no elenco e de quem os colaca para jogar. Não é possível que todos os torcedores e quem entende um pouco de futebol estejam errados. Não acredito naquele jargão que toda unanimidade é burra. Burro é quem contraria a unanimidade. Será que existem outros interesses? DIFUSOS? O pior cego é aquele que não quer ver. Também já disse aqui que se houvesse uma forma de responsabilizar quem contrata mal ou mantém perna de pau no time, com certeza a história seria diferente. Mas vamos em frente…

Um time para ser campeão não pode ter determinados jogadores no elenco. Se já mandou uns embora, porque não se livrar de outros?

Para finalizar, vamos falar dos preciosos pontos perdidos dentro de casa. Poderíamos estar absolutos na liderança. Todos os resultados das três últimas rodadas nos ajudaram, exceto nós mesmos. Quando pensávamos que o Barradão voltaria a ser o alçapão, eis que nos contrariam. O empate contra o América-MG no último sábado teve um sabor de vitória, pois não acreditávamos mais que pudesse haver uma reação. Obrigado SÃO ALISSON!!!

Positivamente vamos destacar algumas ações tomadas pelos dirigentes, dentre elas o fogueteiro antes dos jogos, o sistema de som, o camarote Premium, o estacionamento mais barato para os sócios SMV e, principalmente, a aproximação e preocupação da diretoria com o futebol profissional. Parece que estão ouvindo mais e com uma administração mais participativa, apesar de ter ouvido de um colega conselheiro que o Presidente tem falado muito nas reuniões dos grupos de trabalho formado com conselheiros, quando o objetivo é ouvir as contribuições e sugestões dos participantes. Por isso ainda não participei.

O que nos preocupa é que não temos notícias de como anda a alteração do estatuto social, pois sabemos que a mudança no modelo de gestão e na forma democrática de eleição dos conselheiros e dirigentes são imprescindíveis para o crescimento e sucesso do nosso CLUBE.

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

%d blogueiros gostam disto: