Ecvitoria 3 X 2 Atlético Paranaense – Barradão

Devaneios.

Olá amigos rubro-negros!

Quem esteve nesse domingo (23/10) à tarde no Barradão, outrora SANTUÁRIO rubro-negro, constatou, mais uma vez, enésima, o quanto O TIME DO ECVITÓRIA É LIMITADO! Muito limitado para disputar uma série “A”. Ele não está na zona de rebaixamento por acaso. Quatro jogos sem marcar um gol. Três pênaltis perdidos nos últimos jogos e cinco neste campeonato (se não me falha a memória) por quatro jogadores diferentes(Kieza/2, Diego Renan, Zé Love e Cárdenas).

Sem Marinho esse time não ganha de ninguém. Não tem um jogador nesse elenco que possa fazer “algo mais” que não seja Marinho.

A situação está cada vez pior. Só um milagre, e dos grandes, para nos salvar do rebaixamento. O mais cômico é que para o “VOVÔ MUNDICO” esse time é o máximo! Senilidade? Adolescência ao contrário (deslumbrado)? O vício do poder (seus efeitos)? Falta de referência? Tudo isto e mais um pouco: DEVANEIOS. Demorei muito para encontrar a palavra que pudesse retratar o estado que habita o “VOVÔ MUNDICO”. Ei-la, portanto. Viralizou nas redes sociais os DEVANEIOS dele. E o pior é que as sardinhas estão se deliciando.

O momento é de reflexão: nada que já não tivéssemos (toda a torcida rubro-negra) previsto. Esse foi e é um dos motivos de eu ter este blog: registrar as minhas impressões e previsões. ASSIM FALOU ROCHADAMUS!!!

O momento é de reflexão e mudança. Como já estamos cansados de dizer, esse modelo de gestão está falido, ultrapassado, obsoleto… (desculpem a redundância). DEZEMBRO ESTÁ CHEGANDO E TEREMOS A OPORTUNIDADE DE DIZER ADEUS A ZR, RV, MM e outros mais. It’s now or never!

Dei umas boas risadas (sem graça, é claro!) quando Argel, na sua coletiva, falou que “faltou sorte” nos últimos jogos. Pensei com meus botões: a sorte sempre acompanha os competentes. E aí me vem novamente na memória a célebre frase do Mestre Evaristo de Macedo: A pior coisa do mundo é ter jogador ruim no banco/elenco, pois uma hora você vai precisar dele e aí você está fulminado, pois ele vai lhe deixar na mão. Você quer o que Argel, com esse elenco? Com os Vander, Alípio, Euler, Diego e Diogo da vida? Até a zorra do Kieza que tínhamos uma esperança, fica ajoelhado enquanto o rebote vai em sua direção. É azar?

Amigos de infortúnio, vamos rezar e muito por um milagre, pois as estatísticas e probabilidades são as piores possíveis. Faltam seis jogos (três em casa e três fora), sendo que somente dois jogos são contra concorrentes diretos ao rebaixamento: Figueirense, 20/11, no Barradão e o Coritiba, 27/11, em Curitiba; na próxima sexta-feira (28/10), enfrentaremos o Fluminense no Maracanã. Jogo difícil, porém Marinho estará de volta e assim podemos rezar e sonhar com um resultado positivo. O jogo que poderá fazer a diferença será contra o Atlético Paranaense, no Barradão, em 07/11. O jogo contra o Santos, na Vila Belmiro, em 17/11, será uma pedreira, sem falar no último jogo, contra o Palmeiras, no Barradão, em 04/12, que poderá ser o jogo da morte. Que até lá já estejamos salvos. QUE ASSIM DEUS NOS AJUDE!!!

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Passarela do Álcool ECVitoria X Cruzeiro 23/10/16

O torcedor não é trouxa!

Olá amigos rubro-negros!

Hoje fiz uma lista de possíveis títulos ou tópicos que poderia escrever sobre o momento atual do NOSSO OUTRORA GLORIOSO ESPORTE CLUBE VITÓRIA (que, com fé em Deus, voltará a sê-lo). Ei-la:

1- À espera de um milagre;

2- Nada que já não tivéssemos previsto;

3- Não precisa ter bola de cristal;

4- O pior cego é aquele que não quer ver;

5- A bola não entra por acaso;

6- Continua a Marinho dependência;

7- Desse mato não sai coelho;

8- O personagem VOVÔ MUNDICO;

9- Uma luz no fim do túnel?

10- Hora de mudança;

11- O valor da democracia e da transparência;

12- A importância do planejamento e uma gestão eficaz;

13- Administração do clube e para o clube;

14- O maior patrimônio: O TORCEDOR; e

15- O torcedor não é trouxa!

16- Etc, etc, etc.

Teríamos outros inúmeros títulos e temas a discorrer, porém resolvemos parar por aqui.

Conversando com um amigo e colega conselheiro rubro-negro, perguntei qual desses ele escolhia para ser o título deste meu texto e ele escolheu O TORCEDOR NÃO É TROUXA!

Assim como fiz na semana passada, volto a reproduzir uma outra citação de Abraham Lincoln: "Você pode enganar uma pessoa por muito tempo; algumas por algum tempo; mas não consegue enganar a todas por todo o tempo."

Estamos vivendo um momento ímpar no Brasil e no mundo. A informação está sendo compartilhada numa velocidade tal, como nunca antes na história deste país. O Brasil está sendo passado a limpo, seja na política, seja na gestão do futebol. O POVO (leia-se O TORCEDOR) NÃO É MAIS TROUXA, ou melhor, nunca foi trouxa. Por isso a importância da TRANSPARÊNCIA E DA DEMOCRACIA. É um caminho sem volta.

Na vida nós temos a oportunidade de ser vanguardista e passar para a história como aquele que fez o que tinha que ser feito na hora certa ou ser obrigado a fazer as coisas e ir a reboque. Ninguém pode deter a vontade coletiva. Você pode até enganar alguns por algum tempo, mas a hora da verdade e da vontade popular chegará e aí não adiantará chorar sobre o leite derramado.

O modelo estatutário e de gestão do GLORIOSO ESPORTE CLUBE VITÓRIA é ultrapassado (perdoem-me por ficar repetindo isso) assim como os atuais dirigentes. É hora de mudança. É hora de vanguardistas. É hora de assepsia. É hora de um novo tempo. A hora é agora. É agora ou nunca.

Não vamos ficar repetindo e repetindo o que todos já estão cansados de falar e ouvir. Vamos agir. O TORCEDOR NÃO É TROUXA!

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

It’s now or never!

Olá amigos rubro-negros!

É AGORA OU NUNCA!

Independente de continuar ou não na primeira divisão do futebol brasileiro, nós, sócios torcedores, teremos, em dezembro (tudo indica que dia 10), a oportunidade de dar um basta nesse modelo de gestão retrógrado, ultrapassado, obsoleto… (desculpem a redundância) que impediu que o NOSSO GLORIOSO ESPORTE CLUBE VITÓRIA tivesse se tornado um GRANDE CLUBE (no cenário nacional), DEMOCRÁTICO, TRANSPARENTE E COM GESTÃO PROFISSIONAL.

Em dezembro teremos eleições para o Conselho Deliberativo e depois para os Conselhos Diretor e Fiscal. Tudo indica que, mais uma vez, por incompetência ou conveniência dos atuais presidentes dos Conselhos Deliberativo e Diretor, que estão mancomunados (até pouco tempo eram divergentes, quase inimigos), a eleição será regida pelo Estatuto atual, pois eles não quiseram aprovar o substitutivo de alteração do Estatuto, elaborado por um competente grupo de conselheiros e coordenado pelo Presidente do Conselho Fiscal, Coronel Cristovão Rios.

Na última reunião do Conselho Deliberativo, ocorrida em 14/09, o presidente do Conselho Diretor, Vovô Mundico, e o todo poderoso presidente do Conselho Deliberativo, Zé Rocha, tentaram aprovar uma alteração do estatuto sem prévio conhecimento e debate pelos membros do Conselho Deliberativo, sendo esmagadoramente rejeitada, em votação imposta pelo Presidente Zé Rocha, o qual saiu vaiado pela maioria dos conselheiros presentes.

Vou abrir um parêntese para trazer à tona alguns textos PROFÉTICOS escritos em 2015 e 2016 (VALE A PENA RELER):

1- Em 26/03/2015, escrevi e publiquei o texto “Sem mudança ou para pior?, no qual registro minhas ressalvas e profecias sobre a possível eleição do VOVÔ MUNDICO e a sua gestão;

2- Em 30/03/2015, publiquei o texto do colega Conselheiro e amigo Pedro Dórea “As eleições e o futuro do Vitória”, no qual ele também registra seu sentimento de mudança na gestão do ECVitória;

3- Em 14/05/2015, escrevi e publiquei o texto “Bisonho!!!”, no qual conclamamos os sofredores e apaixonados torcedores rubro-negros para participarem de um projeto para construção de um ECVITÓRIA DEMOCRÁTICO, PROFISSIONAL, TRANSPARENTE E VENCEDOR;

4- E, finalmente, em 10/03/2016 escrevi e publiquei o texto “As profecias de ROCHADAMUS. (O que esperar para 2016)”, no qual prevemos os desastres de 2016, apesar da conquista do estadual, caso não houvesse uma gestão de qualidade no departamento de futebol, com contratação de jogadores de primeira linha. Dito e feito.

Vou iniciar este parágrafo com uma frase que retrata bem o momento que estamos vivendo no NOSSO OUTRORA GLORIOSO ESPORTE CLUBE VITÓRIA: “Se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder”. Abraham Lincoln.

A vida é feita de escolhas, para isto nós temos o maior dos dons, o livre arbítrio. Usemos com sabedoria. O momento é agora. It’s now or never. Vamos nos preparar para mudar o futuro no NOSSO GLORIOSO ESPORTE CLUBE VITÓRIA. Vamos refletir e separar o joio do trigo, os retrógrados e aproveitadores dos visionários e construtores de UM VITÓRIA GRANDE, DEMOCRÁTICO, TRANSPARENTE, PROFISSIONAL E VENCEDOR. Não podemos mais assistir CARICATURAS de gestor e políticos administrando o nosso clube, colocando os seus interesses em primeiro lugar.

Quero, para finalizar, registrar e ressaltar o trabalho e a coragem do ATUAL PRESIDENTE DO CONSELHO FISCAL, O CORONEL CRISTOVÃO RIOS, que, contra tudo e contra todos (que se opõem à TRANSPARÊNCIA E DEMOCRACIA), tem exposto na mídia os interesses duvidosos de alguns dirigentes que têm procurado colocar os seus interesses pessoais em detrimento do NOSSO CLUBE, assim como tem declarado o seu compromisso com a ELEIÇÃO DIRETA E A TRANSPARÊNCIA.

Felizmente um grande número de CONSELHEIROS E SÓCIOS está se mobilizando para combater esses interesseiros e aproveitadores que têm atravancado o crescimento e democratização do ECVITÓRIA.

Outros textos virão na defesa da DEMOCRACIA, TRANSPARÊNCIA E GESTÃO PROFISSIONAL.

É AGORA OU NUNCA!!!

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Vitória X São Paulo – 25/09/16

O time de MM.

Olá amigos rubro-negros!

Como disse o nosso Rei Roberto Carlos, são tantas emoções vividas e por viver. São tantos sofrimentos. São tantas trapalhadas. São tantas irresponsabilidades. São tantos momentos de decepção, raiva e tantas outras coisas mais…

Inspirado em Jack, o estripador, vamos por partes.

Sou um daqueles torcedores que faria tudo para ver o ECVitória campeão nacional, grande, democrático, transparente e com uma “gestão profissional” e de qualidade, que administrasse para o CLUBE e para o seu maior patrimônio, O TORCEDOR. Além do mais, estou conselheiro e, assim como todo torcedor, também carecemos de informações. A comunicação no e do nosso OUTRORA GLORIOSO ESPORTE CLUBE VITÓRIA deixa muito a desejar, em todos os sentidos e em todas as esferas.

Imaginem os senhores que nesse domingo (28/08), sai de casa às l6h30 para ir assistir o jogo contra o América-MG e quando cheguei ao BARRADÃO, 17h, achei estranho: tudo vazio, sem movimento. Pensei com meus botões, caramba o jogo é na Fonte Nova! Não pode ser. Ninguém me avisou. Dei umas risadas amarelas e, “p” da vida, rumei para a nossa casa de veraneio (antigamente até achávamos graça nisto, hoje, nada). Pode parecer cômico se não fosse trágico. O problema é que eu não sabia onde era o jogo. Ou melhor, não fui informado onde seria o jogo e olhe que sou conselheiro e SMV – Sou mais Vitória/ouro. Problema meu ou de comunicação do SMV, dos dirigentes? Felizmente esse foi, é e será o nosso menor problema.

Problema sério é (foi e será) quando você vê o “TIME” jogar contra o lanterna do campeonato e levar o maior sufoco, agradecendo a Deus pelo resultado, 2 X 1, saindo da zona de rebaixamento, mas com a certeza que voltaremos em breve (não que seja isso que desejamos, mas com esse time…). Já escrevemos sobre o “Marinho dependência”.

Culpa de quem? Do técnico Mancini? Também! Do diretor executivo Anderson Barros? Também! Do Presidente Mundico? Também e muito. Mas, para mim e a grande maioria dos Conselheiros e torcedores, a maior culpa ou o maior culpado ou responsável e o vice-presidente Manoel Matos (MM), que vem dando a última (e ruim) palavra nas finanças e gestão do futebol do clube, administrando como se fosse uma empresa que tivesse que dar lucro, superávit…

É o time de MM, ou melhor, esse elenco é a cara do MMMM (mui magnífico Manoel Matos). Assim como o Conselho Fiscal tem noticiado na mídia que o Conselho Diretor não tem tido a devida transparência com os contratos de TV e assuntos correlatos, a torcida já não aguenta mais tamanha mediocridade na gestão do futebol, fazendo-nos vislumbrar o fantasma do rebaixamento se aproximando.

Estamos nos quarenta e cinco minutos do segundo tempo e somente agora o MMMM anuncia para Deus e o mundo que irá contratar reforços. Já o fez com Dagoberto, Diogo Mateus e os Ramalhos da vida. Podemos esperar algum coelho dessa cartola? E o pior é que já está se esgotando o prazo para novas contratações, o campeonato já está rumando para o final e somente agora se pensa em contratar (isso se encontrar algum jogador de qualidade disponível). É ou não é de doer?

A boa notícia é que um grande número de CONSELHEIROS INSATISFEITOS está se mobilizando para mudar essa situação. Que os Anjos digam amém. Estou nessa!!!

O ECVITÓRIA tem que estar sempre acima dos interesses individuais e retrógrados.

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

ECVitoria 2 X 1 América/MG – 28/08/2016

Qual é o problema?

Olá amigos rubro-negros!

Tudo como dantes no Quartel de Abrantes.

Nada acontecendo que já não tivesse sido dito por este simples escriba e toda a torcida do OUTRORA GLORIOSO ESPORTE CLUBE VITÓRIA.

Mas “Sêo Minino”, afinal QUAL É O PROBLEMA desse time do Vitória?

Em primeiro lugar devemos retificar o questionamento para QUAIS SÃO OS PROBLEMAS?

Já tinha pedido desculpas aos meus prezados leitores para o fato de estar sendo repetitivo, voltando sempre ao mesmo ponto, tendo que ficar “enchendo o saco” dos amigos com as mesmas frases de efeito, etc e tal.

Já dissemos algumas vezes, ontem, hoje e sempre, que o problema central do Vitória é PLANEJAMENTO – sua falta e a sua EXECUÇÃO TEMPESTIVA. Sem planejamento e execução idem.

Imaginem os senhores que na situação que estávamos nesse final de primeiro turno, rondando o Z4, eis que os nossos competentíssimos dirigentes nos trazem como SALVAÇÃO DA LAVOURA o reserva da grande equipe da Ponte Preta, o craque (sic) DIOGO MATEUS. Chegou e jogou. Poderíamos parar o texto por aqui, pois para bom entendedor, meia palavra basta. Da mesma forma que o pior cego é aquele que não quer ver e em terra de cego quem tem um olho é rei.

Vou repetir pela milésima e última vez o que disse Evaristo de Macedo (rsrsrs): “Não tenha jogador ruim no elenco, pois vai chegar o momento que você pode precisar dele e vai ficar na mão”. O que não falta no elenco do ECV é jogador mediano que não vai resolver nada. Temos meia dúzia de jogadores melhorzinhos e um ou dois que fazem a diferença.

No início do ano escrevi que tínhamos uma boa base para montar uma equipe competitiva, porém seriam necessárias algumas contratações acima da média. Que os dirigentes parassem com aquela velha filosofia de trazer as sobras e “bolachas quebradas” do mercado. Até acreditei em MUNDICO que nos prometeu uma grande equipe para brigar na parte alta da tabela. Acreditei porque sei que ele não é político. Político é o Presidente do Conselho Deliberativo. Quanta tristeza e decepção.

Todos sabemos que uma equipe precisa de união, motivação, falar a mesma língua e se empenhar para atingir o objetivo. Antes, é claro, precisa ser, estar e manter-se qualificada para o seu mister. O comandante precisa estar motivado para transmitir aos seus comandados a garra, a vontade, a determinação e o sangue no olho necessários para fazer a diferença. Jogo de poder, insatisfações outras irão, com certeza, afetar o rendimento dentro de campo.

O equilíbrio psicológico, dentro e fora do campo, será fundamental para se conseguir os resultados positivos necessários.

Como vimos, não é um problema só, são vários. E estamos aos quarenta e cinco minutos do segundo tempo e não estamos vendo nenhuma luz no fim do túnel. Poderemos entrar no Z4 na próxima rodada quando jogaremos contra o Corinthians dentro do Itaquerão (segunda-feira, 22/08, 20 horas).

Sou torcedor e como tal continuarei torcendo pelos milagres, mas os problemas do OUTRORA GLORIOSO ESPORTE CLUBE VITÓRIA são muitos e, pelo andar da carruagem, não serão resolvidos a curto prazo, como não foram até agora.

Enquanto a briga pelo poder e os interesses pessoais estiverem acima dos do CLUBE, nós, torcedores, iremos continuar sofrendo.

QUAL A SOLUÇÃO PARA ESSES PROBLEMAS? DEMOCRACIA E TRANSPARÊNCIA.

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Marinho dependência?

Olá amigos rubro-negros!

Já foi dito, “redito e tridito”, por mim e metade da torcida do Vitória, que só temos um ou outro jogador capaz de mudar o panorama de um jogo adverso. Um jogador que chama pra si a responsabilidade do jogo. Um jogador que dá tudo de si pelo time. Um jogador que incorpora a vontade, a garra, o sangue no olho e até mesmo a irresponsabilidade de, a qualquer custo, às vezes até insanamente, querer ganhar, ganhar e ganhar. Quem é ou quais são esse ou esses jogadores? Todos sabemos. Da mesma forma, sabemos quais são aqueles jogadores que só jogam porque não temos coisas melhor. Se só tenho tu, vai tu mesmo.

Ontem (24/07), antes do jogo entre o ECVITÓRIA 2 X 3 Santos, 18h30, no Barradão, prevendo o placar (dá-lhe Rochadamus!), comentei com algumas pessoas que, independente do resultado, o título do meu texto desta semana seria MARINHO DEPENDÊNCIA, com ou sem interrogação. Optei pelo título com interrogação porque Cárdenas, que entrou no segundo tempo, demonstrou que poderemos diminuir essa dependência, além de Willian Farias, Kieza e alguns poucos outros.

Não tem coisa pior do que ficar repetindo as mesmas coisas em quase todos os textos. O pior cego é aquele que não quer ver. São tantas obviedades que até irrita o mais paciente dos torcedores, dos leitores… Quantas vezes muitos disseram e dizem que precisamos de laterais, de mais um zagueiro e para outras posições, isto se essa diretoria almejar alguma coisa neste campeonato, pois a Copa do Brasil já passou e não foi por falta de aviso. Outra pergunta que não quer calar: existe ou não existe planejamento e se existe porque não é implementado tempestivamente?

Como acontece todos os anos, está chegando o mês de agosto e somente agora teremos alguns jogadores que, caso deem liga, poderão nos tirar dessa posição incômoda na tabela. Que os anjos digam amém!

No próximo sábado (30/07 – 18h30), em Florianópolis-SC, no Orlando Scarpelli, teremos um jogo de seis pontos contra o Figueirense, decisivo para as pretensões do Leão da Barra, pois, caso não vença, poderá terminar a 17ª rodada na zona de rebaixamento (Z4), uma vez que o time de Santa Catarina ocupa a 18ª posição com 17 pontos. Nesse jogo a equipe do Vitória contará com o retorno de Marinho que cumpriu suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo e, pelo que tudo indica, Cárdenas, o camisa 10, deverá começar jogando.

Que possamos ter um time menos dependente de Marinho e mais eficiente na zaga.

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

%d blogueiros gostam disto: