Arquivo mensal: agosto 2012

Salve, salve nobres guerreiros!

Olá amigos rubro-negros!

Parabéns nobres guerreiros!

Parabéns nação rubro-negra!

Parabéns GLORIOSO ESPORTE CLUBE VITÓRIA!

Estamos em festa. Estamos com os nossos corações repletos de felicidade. Somos, verdadeiramente, corações de LEÃO, somos feras, somos vencedores, somos vitoriosos.

Venceu e convenceu. Com a vitória por 3 X1, na sexta-feira passada (24/08), de virada, sobre o Ceará, em Fortaleza, o LEÃO DA BARRA se estabeleceu com a melhor campanha da série “B” de todos os tempos na era dos pontos corridos. Os números, as estatísticas não nos deixam mentir. O ECVITÓRIA terminou o primeiro turno com um aproveitamento total de mais de setenta e sete por cento (77,2% – ganhou 44 dos 57 pontos disputados), sendo que, como mandante, sua performance superou os oitenta e um por cento (81,5% – 22/27 pontos) e, como visitante – teve o melhor desempenho dentre todos -, o seu aproveitamento foi superior a setenta e sete por cento (77,2% – ganhou 22 dos 30 pontos disputados). MORRAM DE INVEJA SARDINHAS!!!

O time está com pinta de campeão.

O time esta com comportamento de campeão.

O time está e deverá continuar com humildade de campeão.

Agora, mais do que nunca, precisamos continuar com os pés no chão, focado nos nossos objetivos, respeitando todos os adversários, pois passamos a ser a vidraça. Todos vão querer ganhar do líder.

Temos o melhor elenco? Temos sim. O grupo está unido, focado e determinado? Sim, também. E o que está faltando? Continuar com a mesma pegada, humildade, fazendo a nossa parte. Todos nós: torcedores, jogadores, comissão técnica e dirigentes.

Nesta terça-feira (28/08 – 19:30h) vamos lotar o Barradão, aplaudir e apoiar os nossos guerreiros. Vamos fazer a nossa festa para eles – jogadores e comissão técnica. Vamos parabenizá-los pela brilhante campanha nesse primeiro turno. O foco agora é o Grêmio Barueri. Cada jogo, cada adversário será uma batalha a ser vencida. Com sete vitórias (21 pontos), asseguraremos o retorno à série “A”. Com dez vitórias (30 pontos), poderemos ser campeões. Vamos continuar superando os recordes. Já o fizemos nesse primeiro turno.

SALVE, SALVE NOBRES GUERREIROS!

Não cansaremos de repetir o nosso mantra: VAMOS SER CAMPEÕES ESTE ANO.

“VUMBORA” VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Anúncios

Enfim líder

Olá amigos rubro-negros!

Assim como eu, toda a NAÇÃO RUBRO-NEGRA passou um final de semana dos DEUSES. Fizemos a nossa parte (o dever de casa) na sexta-feira (17/08) ao vencermos, por 2 x 1, no Barradão, a bem estruturada equipe do Joinville, depois de fazermos um primeiro tempo excelente e um não tão bom segundo tempo; dormimos na liderança, aguardando o jogo (16:20h de sábado) do Atlético Paranaense que derrotou, por 1 X 0, o Criciúma. Que beleza! ENFIM LÍDER.

Como é bom não ver ninguém na sua frente.

Como é bom estar entre os melhores.

Como é bom ver todo um trabalho dando resultado.

Como é bom colher os frutos daquilo que se plantou e que se regou com qualidade e planejamento.

Por tudo isso, só podemos ter bons frutos, pois Deus ajuda a quem cedo madruga.

Parabéns aos jogadores/guerreiros rubro-negros!

Parabéns à comissão técnica!

Parabéns aos dirigentes!

Chegar ao topo é o início de uma nova caminhada. Manter-se na ponta é ainda mais difícil. Primeiro, tem que continuar com os pés no chão, pois ainda não ganhamos nada; segundo, tem que manter o mesmo foco, a mesma determinação e, principalmente, a mesma pegada e união do grupo. Agora somos vidraça: todos vão querer derrubar o líder. Cada jogo será uma batalha a ser vencida com humildade, trabalho, disciplina tática e paciência.

Fiquei feliz em ouvir, ontem, na Rádio Metrópole, uma entrevista do Presidente Alexi Portela em que ele declara que chamou para si, neste ano, a responsabilidade, a palavra final, sobre as contratações e a montagem do elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro. Parabéns Presidente pela atitude. Falo isso porque “a mão que afaga é a mesma que apedreja” e vice-versa. Como Já disse no artigo anterior Uma cena emocionante, volto a dizer: “Realmente os nossos dirigentes estão tendo atitudes tempestivas e acertadas. Quando não forem (assim como já o fizeram), criticaremos do mesmo jeito que estamos elogiando. É o nosso dever alertar, sugerir e criticar, assim como elogiar, quando merecer”. Que continuem alertas e rápidos no gatilho

E o nosso mantra: VAMOS SER CAMPEÕES ESTE ANO, CQC.

VALEU VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Uma cena emocionante

Olá amigos rubro-negros!

Ontem (14/08) à noite, no Barradão, tivemos mais uma vitória do Leão da Barra, dando mais um passo rumo à conquista do título de CAMPEÃO da série “B” deste ano, ao vencer por 2 X 0 a equipe paulista do Guaratinguetá. Foi um jogo fácil? Não, não foi fácil, porém o time do Vitória deixou claro, desde o primeiro minuto de jogo, que ele ia mandar na partida. Estava com pegada e fome de vencer. Estava organizado, unido e determinado, o que já tinha acontecido no jogo do último sábado contra o América Mineiro. Isso nos deixou feliz e aos mais de dez mil rubro-negros que compareceram ao nosso Santuário para ver uma equipe consistente e com padrão de jogo, destacando as atuações de Pedro Ken e Uelliton, além, é claro, do matador William, que demonstrou suas qualidades de artilheiro, fazendo os dois gols da vitória rubro-negra. O time todo jogou bem, pois, como já disse, não gosto de ficar falando desse ou daquele jogador e sim do conjunto, do grupo…

Por falar em grupo e em liderança, uma cena ontem me deixou feliz e emocionado. Foi quando, da substituição de Uelliton, os jogadores do Vitória, quase todos, foram abraçá-lo, cumprimentá-lo, afagá-lo, agradecê-lo, não sei o que especificadamente ou tudo isso, além, é claro, dos aplausos da torcida, reconhecendo as suas qualidades de jogador e de CAPITÃO do time. Parabéns aos jogadores e principalmente a Uelliton pela sua mudança: há uns meses atrás era considerado um vilão, um barqueiro, um líder de panelinhas; hoje está sendo referência, líder, capitão, o comandante dentro de campo. E o responsável por isso tudo: credito ao PCC – Paulo Cesar Carpegianni que, desde que chegou, tem demonstrado sabedoria, respeito e controle sobre o grupo e comissão técnica, tendo o reconhecimento deles todos. Costumamos dizer que quando ganhamos tudo são flores, mas não devemos deixar de reconhecer os valores e as atitudes de cada integrante do NOSSO GLORIOSO VITÓRIA.

Nesse mister, reproduzo, e as faço minhas, as palavras de alguns torcedores do time de Itinga: “um dos grandes responsáveis pelo sucesso do Vitória nesta temporada é o Diretor de Esportes Raimundo Queiroz que, ao contrário do time deles, de cada sete contratações feitas, seis foram boas, enquanto que no Jahia as sete foram ruins”.

Realmente os nossos dirigentes estão tendo atitudes tempestivas e acertadas. Quando não forem (assim como já o foram), criticaremos do mesmo jeito que estamos elogiando. É o nosso dever alertar, sugerir e criticar, assim como elogiar, quando merecer. Tenho dito!

E o nosso mantra: VAMOS SER CAMPEÕES ESTE ANO.

VALEU VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Eu tenho tanto pra lhe falar…

Olá amigos rubro-negros!

Hoje (ontem e sempre) é festa lá no meu (no seu, no nosso) Santuário. São tantas emoções que com palavras não sei dizer… Como é grande o nosso GLORIOSO VITÓRIA, como é grande o nosso AMOR E PAIXÃO pelo LEÃO DA BARRA

É isso aí, é incontrolável a vontade de cantar e contar em prosas e versos a magnífica vitória, de virada, com um jogador a menos, superando o (s) erro (s) da arbitragem e os limites de cada guerreiro (não podemos qualificar os jogadores de outro jeito), sobre o América-MG, por 2 X 1, na tarde desse sábado (11/08). Não podíamos ter um presente melhor no nosso dia: FELIZ DIA DOS PAIS. Que todos os nossos futuros dias sejam felizes. Assim o será!

Agora é a vez do Guaratinguetá. Vamos todos ao Barradão nesta terça-feira (14/08 – 19:30h) para aplaudir e apoiar a nossa equipe na luta por mais um resultado positivo e, assim, atingirmos a liderança. Em verdade, em verdade eu vos digo: quando chegarmos ao topo, não mais sairemos de lá. Vamos que vamos nação rubro-negra!

Não gosto muito de ficar elogiando esse ou aquele jogador, prefiro focar no conjunto, no grupo, na equipe. E sábado foi isto que prevaleceu: a união, a garra e a determinação fizeram com que tivéssemos mais um jogador, ao invés de menos um. Jogamos com doze e não com dez jogadores. E o mais importante foi que o nosso PCC não fez nenhuma invenção.

Foi um jogo emocionante. Foi mais um teste para o coração. Vencemos e estamos quase convencendo. Temos dois jogos em casa para convencermos definitivamente. Que venham Guaratinguetá e Joinvile.

Vamos corresponder à ótima fase do LEÃO lotando o BARRADÃO.

VALEU VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Setor defensivo frágil (por Olavo José Oliva*)

Olá amigos rubro-negros!

Ficou estampada a fragilidade da defesa do Vitória no último jogo contra o Bragantino. Quando o bom zagueiro Victor Ramos não joga o sistema defensivo sofre uma pane. O menino Dankler ainda não tem condições de ser titular no nosso glorioso time. Talvez daqui a alguns anos quando o porte atlético melhorar.

Observei no jogo contra o São Caetano (que por sinal tem um excelente zagueiro, Gabriel. Fiquemos de olho nele para a série A), que o menino Dankler perdeu quase todas as disputas físicas com o Leandrão que até deu nele de mão (nunca vi zagueiro apanhar de centro avante).

No jogo contra o Bragantino (que vergonha hein? Meu filho caçula ficou decepcionado), o atacante Lincoln, sempre levava a melhor sobre ele, seja no físico, ou na técnica. Até penalti ele já havia cometido, parecendo um jogador de vôlei!

Todas as vezes que o atacante do Bragantino pegava na bola eu ficava temeroso. O menino Dankler sempre perde o tempo do "bote" que o zagueiro experiente tem que ter. Desde o tempo da base que observo esse defeito dele. Falta inclusive estrutura física mais encorpada.

Por isso, fica o alerta. A torcida do Vitória não quer só subir, quer subir sendo campeã. E essa é a grande chance desta Diretoria de ficar na história do EC Vitória. E está fácil! O Goiás começou mal, reforçou um pouquinho e já está disputando vaga.

Que a atual Diretoria do EC VITORIA, reforce o grupo com um zagueiro experiente (no Mercosul têm muitos, e com o Real valorizado fica mais fácil). Procure, também, mais um meia de qualidade e mais um volante (só temos três: Mancha, Uelliton e Michel).

Que Alexi Portela se convença, e deixe de ser teimoso, caso contrário poderá não subir para a série “A” do ano que vem. Falta ao presidente Alexi Portela ser visionário como são os grandes líderes, por isso perde tanto.

ESSA É A HORA! ESSE É O MOMENTO!

O time está bem, faltam apenas poucos ajustes: Zagueiro, volante e meia de qualidade para descerem do aeroporto, vestirem a camisa e gritarmos em novembro:

É CAMPEÃO!

*Olavo José é Auditor Fiscal, Bel. Em Direito e Conselheiro do ECVitória.

Não sei nem o que escrever

Olá amigos rubro-negros!

Não sei nem o que escrever sobre o jogo da sexta-feira passada (03/08), quando perdemos a invencibilidade de vinte e três jogos dentro do Barradão ao sermos derrotados pelo placar mínimo (1 X 0) para o Bragantino. O time quase todo estava irreconhecível. Para não dizer que não falei das flores, salvaram-se Pedro Ken, Nino Paraíba e Deola.

A ansiedade e o desequilíbrio foram visíveis. E aí me pergunto: o que aconteceu para que a equipe do Vitória se tornasse um bando dentro de campo? Será que foi a saída de Neto Baiano? Será que foi a ausência de Vitor Ramos? Ou será que foi o reflexo da notícia sobre o goleiro do Atlético Paranaense que foi pego no antidoping “por uso de substância não recomendada pela Carta Magna”, toma lá Sêo Francuel! Parecia que todo mundo tinha usado algo que não devia. A ansiedade de quem estava jogando era tanta que aos poucos a torcida começou a ficar também ansiosa, pois nada dava certo. Marquinhos, como já vem acontecendo nos últimos jogos, não conseguia mostrar sua genialidade. E aí eu acho que está o problema. Basta ele jogar o normal, o que sabe, que irá fazer a diferença. Não precisa querer fazer bonito em todas as jogadas. Bonitas são as que dão resultado. E o Dankler, heim? Meu Deus do Céu, o cara estava cheio de pernas, cheio de braços, cheio de mãos. Só faltava futebol. Tartá, que saudade das suas jogadas conscientes. E Nicácio, ainda não disse pra que veio. Que penalti foi aquele, seu menino? Não é bom nem falar…

Bem, mas não vamos chorar sobre leite derramado, afinal de contas foi só um jogo. Será? Esperamos que sim. Vamos ver como o time se comporta diante do América MG no próximo sábado, mesmo com as ausências de Uelliton, Nino e Mansur.

Vamos também torcer para que o mestre PCC não fique inventando nada. Eu até que vinha elogiando o cara. Acho que o Vitória perdeu para ele mesmo. Tinha tudo para estar na liderança. O que tanto queríamos aconteceu: o Criciúma perdeu para o Joinvile por 3 X 1. Bem, dos males o menor, pois continuamos na vice-liderança. E que, mais uma vez, tenhamos aprendido com os nossos erros.

O mais importante é que continuamos acreditando nesse grupo e, mais ainda, não me canso de repetir: VAMOS SER CAMPEÕES ESTE ANO.

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

%d blogueiros gostam disto: