A causa do meu estresse.

Olá amigos rubro-negros!

Por mais que nos esforcemos para segurar e suportar, fica difícil não externar o nosso sentimento (raiva, tristeza, desilusão angústia, preocupação…) sobre o momento que estamos vivendo e que colocaram o nosso GLORIOSO ESPORTE CLUBE VITÓRIA (sempre escreverei em caixa alta, pois ELE é maior que todos e que tudo isso: ELE é a soma de todos nós).

Por mais que nos controlemos para não sofrer ou para não somatizar (ato ou efeito de transferir para o corpo um problema de ordem psicológica), coisa impossível para quem é apaixonado, quem verdadeiramente ama, não tem jeito para não perder noites de sono, não se enfurecer, não querer fazer tudo para mudar a situação, ou pelo menos para mostrar os caminhos e a vontade de mudar. E o resultado disso tudo? ESTRESSE. Descobri a causa do meu estresse.

Estou indo na próxima quinta-feira fazer uma consulta com o meu gastroenterologista, pois voltei a sentir o meu estômago depois de quatorze anos.

Eu e todos os apaixonados pelo LEÃO DA BARRA não estamos suportando mais as desventuras deste ano da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo de 2014. Perdemos tudo que disputamos até agora. Já são oito partidas sem ganhar do nosso rival sardinha de Itinga. Fomos goleados (4 X 1) pelo América de Natal. Fomos “piormente” goleados (5 X 1) pelo Ceará. Perdemos o Campeonato Baiano para as carniças. Saímos na primeira fase da Copa do Brasil para o “sem série” J. Malucelli.

Para completar, ontem (18/05) perdemos de 1 X 0 para o timinho do palmeiras, também sem técnico e sem vários titulares, na nossa última partida dentro de Pituaçu, antes da Copa do Mundo.

Por mais esperanças por dias melhores que temos, está difícil acreditar que eles virão, principalmente por não vermos ações/atitudes tempestivas de quem de direito. É um tal de “meia boca”, “tapa buracos” e outras coisas mais que não tem ser humano, por mais confiante que seja, que acredite em mudanças de rumo, pelo menos a curto prazo. Graças a Deus, serão somente mais quatro jogos antes da parada para a Copa FIFA. Até lá, vamos tomando os remédios para o estômago e fazendo alguma terapia para que esses desconfortos estomacais não evoluam para esofagite de refluxo ou úlcera. Deus é mais!

Nos meus textos anteriores (Fim da era Ney Franco, O que faz a diferença II, O que Faz a diferença e O pior cego… ), já havia chamado a atenção (e muito) para toda essa problemática: falta de atitude tempestiva. As coisas indo para o ralo e nada sendo feito. Raimundo Queiroz foi o bode expiatório. Felipe Ximenes chegou (comenta que o Flamengo também o quer) e até agora nada fez, ou o que fez não deu nenhum resultado.

A torcida está À ESPERA DE UM MILAGRE!

Seguem alguns provérbios portugueses e brasileiros:

O pior cego é aquele que não quer ver. Quem muito espera, desespera. Quem não ouve conselho, não merece “o coitado”. Diga-me com quem andas e te direi quem és. Quem não anda depressa, nunca chega a tempo. Quem não arrisca, não petisca. Quem não entende, não aprende. Quem não ouve bons conselhos, cedo se põe a perder.

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Anúncios

Sobre rocharubronegro

Apenas um rubro negro apaixonado.

Publicado em maio 19, 2014, em Rocha. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Prezado Rochinha!

    Mocota espera que tenha dado tudo certo lá no gastroenterologista e você esteja 100% saúde.

    Boa sorte, bravo Guerreiro Rubro-Negro!

    Att,

    J Mocota I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: