O pior cego…

Olá amigos rubro-negros!

O pior cego é aquele que não quer ver.

No final do primeiro tempo do jogo do ECVITÓRIA 2 X 1 V. Conquista (26/03), escrevi no whatsapp para um colega/Conselheiro: “Perdemos o baianinho. Com esse timeco não vamos ganhar nada. Vamos sair da Copa do Brasil aqui”. Isto porque víamos um time jogando SEM ALMA, alguns jogadores se achando, vivendo de passado por terem sido o quinto (5º) colocado no Brasileirão 2013. Felizmente ou infelizmente voltaram para o segundo tempo com outra postura, com mais vontade, determinação e sangue no olho. Viramos o jogo com gols de Airton e uma pintura de Picapau. No jogo de volta em Pituaçu o time goleou por 6 X 0, classificando-se para as finais com vantagem de jogar por dois resultados iguais contra o time de Itinga.

O time voltou a ficar cheio de vaidade, apresentando a mesma ausência de pegada de sempre, perdendo o primeiro jogo para o jahia por 2 X 0 na Arena. Como já havíamos perdido o BAVI anterior pelo mesmo placar, achávamos que o time viria com mais garra e alma para esse jogo, o que não aconteceu.

Ontem, mesmo com vantagem já perdida, a torcida compareceu à Pituaçu cheia de esperança, acreditando que reverteríamos a desvantagem e conquistaríamos o bicampeonato baiano. Ledo engano. Triste ilusão.

E o que vimos? Vimos um time novamente SEM ALMA, sem pegada, apresentando os mesmo problemas de compactação – defesa/meio/ataque – e um time adversário cheio de vontade. Vimos um time (jahia) coletivamente motivado, focado, disciplinado taticamente e outro (ECV) novamente vivendo de passado, com alguns jogadores se achando, além das deficiências técnicas. Em um faltavam técnica, vontade e tática, em outro, apesar das limitações técnicas de alguns dos seus jogadores, sobravam disposição, disciplina tática e muita vontade. Resultado: um primeiro tempo de 2 X 0 e prenúncio de outros gols no segundo tempo se não houvesse mudança de postura.

Vislumbrando isso, muitos torcedores deixaram o estádio, inclusive este que vos escreve, deixando cair por terra toda a esperança que havíamos depositado. Esperança era o que vinha nos alimentando, nos cegando. Aí acordamos e vimos que o pior cego é aquele que não quer ver. Não adiantava mais tapar o sol com a peneira. O nosso time, além de limitado, esteve esse tempo todo vivendo de passado, da campanha de 2013. Teria sido melhor se tivéssemos ficado na décima quinta (15ª) colocação, ou próximo disso. Aí teríamos um melhor planejamento e atitudes para este 2014.

Apesar do time ter empatado o jogo (2 X 2) no segundo tempo, mesmo com um jogador a menos, o adversário teve várias chances de gol que pararam nas defesas de Wilson, senão o placar poderia ter sido outro. Temos um time (ataque) que está tendo uma dificuldade enorme em fazer gols (exceto 6 X 0 sobre o VC) e que (defesa) sempre vem sofrendo gols. Os nossos laterais atacam e fazem gols, mas não defendem. E aí, onde está o problema? É o técnico ou são os jogadores? Reflexão!!!

Temos constatado que um dos problemas do time ECVITÓRIA, além de alguns jogadores estarem se achando, é o psicológico e motivação coletivos, é de bastidor (será?). Fiquei sabendo que a psicóloga que prestou serviços as ECV no ano passado, agora está no jahia. Isto merece uma boa reflexão por parte da diretoria!!!

Perdemos tudo que disputamos até agora, seja nas divisões de base, seja no profissional. Quarta-feira (16/04) será a partida de volta da primeira fase da Copa do Brasil, contra o J. Malucelli, em Pituaçu, às 19h30.

Mais uma vez não adianta chorar sobre o leite derramado. Agora, novamente, é hora de levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Raimundo Queiroz foi o bode expiatório. Outros poderão ser, mas o que queremos mesmo são ações rápidas e caceteiras, pois não temos mais tempo. Sábado (19/04), 18H30, teremos o primeiro jogo do Campeonato Brasileiro contra a forte equipe do Internacional-RS, no Estádio Beira Rio, em Porto Alegre.

Para recomeçar é preciso esquecer o passado, pois ele não se conserta, serve simplesmente como parâmetro para reflexão sobre os erros cometidos, para ampliar a visão (de quem for humilde e aberto ao aprendizado) e definir as novas atitudes e ações a serem implementadas pela diretoria, comissão técnica e jogadores. Tudo isso será mais importante que buscar culpados. Todos o somos.

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Anúncios

Sobre rocharubronegro

Apenas um rubro negro apaixonado.

Publicado em abril 14, 2014, em Rocha. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. time sem meia de criacao mal escalado depois sao eles que entende de futebol sabe de nada inocentes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: