O que falar…

Olá amigos rubro-negros!

Eu e toda a torcida do Leão da Barra não temos mais o que falar…

Já falamos tudo nos textos anteriores. Já falamos o que tinha de ser dito durante todo este trágico, horrível e inesquecível (no pior dos sentidos) ano de 2014. Ano que é para se esquecer, para apagar da história do Esporte Clube Vitória.

Falamos, falamos e falamos e o que mudou? Nada! Só decepção. Só tristeza. E o que esperar para o segundo turno? O pior! Só Jesus Salva. Só um GRANDE MILAGRE para não cairmos.

Nós, HOMENS de pouca fé? Não!

ELES, homens de muitas fezes? Sim! É uma fábrica de mer… Desculpem-me, mas paciência tem limites.

Revendo o que escrevi neste ano, constatei que procurei, o tempo todo, mostrar o que estava acontecendo e alertando para os pontos crucias e estratégicos, sofrendo a cada derrota e a cada perda de título ou saída das Copas do Nordeste e do Brasil. O sofrimento foi tanto que me levou a um estresse sem limites e a uma esofagite (quase curada).

Passei o início deste ano acreditando que seria diferente, que seria um ano vitorioso, de conquistas… Vislumbrava uma era Falcão de consolidação, um feliz 2014. A cada derrota, imaginava que ela serviria de aprendizado, pois continuava acreditando no planejamento. Às vezes não sabia nem o que escrever, já que era uma porrada em cima da outra. Isso em janeiro. Imaginem como estamos todos agora em setembro? Acabados, desiludidos, decepcionados, sem esperança, sem nada… Todos à espera de um milagre!

Precisamos ganhar, no mínimo, dez partidas. Difícil? Dificílimo para quem, nesse primeiro turno, ganhou apenas três (uma dentro de casa), empatou seis e perdeu dez (cinco dentro de casa). Vejam as Estatísticas do ECV. É o pior mandante e a pior defesa do Campeonato Brasileiro. Com quinze pontos ganhos e a lanterna, além de não vencer há seis rodadas, está com o pífio aproveitamento de pouco mais de vinte e seis por cento (26,3%).

Já dissemos várias vezes que O pior cego é aquele que não quer ver; que O que vale é o resultado. Sabemos que o que faz a diferença é a humildade, é muita vontade de vencer, é ter sangue no olho e o coração no bico da chuteira, assim como que um bom gestor tem que saber fazer acontecer

Pelos links deste texto, vimos que não temos mais o que falar. É chover no molhado. É repetir, repetir e repetir o que já foi visto, já foi dito, já foi aconselhado, já foi alertado…

E agora, José? José para onde…

Quarta-feira (10/08), no Barradão, às vinte e duas horas, começa o segundo turno, quando o ECVitória enfrentará o Internacional, terceiro colocado (34pts), buscando reverter todo esse quadro, construir suas estatísticas positivas e pedir a Deus, Todos os Santos, Orixás, Anjos, Serafins e Querubins para que operem um milagre, um grande milagre (temos quase setenta e seis por cento de chance de ser rebaixado – 75,8%). O que falar…

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Anúncios

Sobre rocharubronegro

Apenas um rubro negro apaixonado.

Publicado em setembro 8, 2014, em Rocha. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Que se promovam os retornos de William Henrique, Mansur e Euller, que podem ser impetuosos e fazerem coisas inusitadas.
    O mais urgente, entretanto, é tentar acertar a ridícula defesa, principalmente no posicionamento dos volantes e zagueiros, aprimorando o tempo de bola e a pegada.
    Sem isso, não tem jeito. Também, para de treinar em Pituaçu…
    Pra que treinar lá?
    Conhecíamos cada buraco do Barradão, que agora tem um campo mais rápido.
    Mas quem é do futebol sabe disso tudo que acabo de colocar.
    Quem sabe de futebol…

    Abraços!

  2. Leonardo Teixeira

    Nao conhecia o blog. Achei um excelente texto…

    Estamos num momento histórico ao avesso na história do clube. Nao há muito o que falar. Repetimos as mesmas críticas desde janeiro. Fazemos os mesmos pedidos, mas infelizmente nao vemos nada de novo nem nos jogos, nem, muito menos, nos resultados.

    Triste fase. Série B já é garantida.

    Abraços!

  3. Rocha,

    Me desculpe, mas você no início do ano no “jantar com o presidente” – texto de sua autoria, se encontrava todo otimista, fazendo inúmeros elogios a Falcão, quando ele já se mostrava incompetente para ser presidente do vitória.

    Veja bem meu velho: falcão é da mesma poliítica de Alex. Cadê os projetos? Cadê o marketing? Cadê os gestores conhecedores de futebol? Essa gestão já tem oito anos aí, nunca botou um grande time, grandes ídolos, projetos, etc

    Muito pelo contrário, só há desculpas: somos do nordeste, não tem patrocínio, os salários são altos, etc. Se não tem competência, saia fora da direção e deixe para outro que consiga, nas condições do vitória, melhorar o clube.

    Você tem que ser mais exigente com a direção, não apenas agora que os resultados estão ruins. Resultado é quase sempre consequencia direta da forma de administração do clube.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: