Se…

Olá amigos rubro-negros!

Como a maioria de vocês devem saber, eu sou do interior da Bahia, mais precisamente de Bandeira do Colônia, distrito de Itapetinga, vizinho (separado pelo Rio Colônia) de Itororó, sudoeste do estado. Pois bem “sêo minino”, nos tempos idos, lá pelas bandas de Itororó, quando a coisa tava preta, costumávamos dizer que “se fosse isso, se fosse aquilo” não teria acontecido aquilo, ou aquilo outro. Resumindo, se minha avó não tivesse morrido, ela estaria viva. O “se” é uma fuga, ou justificativa para aquilo que não aconteceu, ou melhor (pior), mas se tivesse acontecido, tudo seria diferente. A bola não entra por acaso e a sorte sempre acompanha os competentes…

Lá no interior também se dizia e diz que se a cobra tem “furico”, nós estamos no “furico” da cobra. Quando os resultados não aparecem e/ou não favorecem, só nos resta apelar para o famoso “se”. A hora é de fazer contas… E o que é pior é que a luz do fim do túnel está cada vez mais fraca. Não dá prá ver essa luz. Zero ponto nos dois últimos jogos é muito pouco, é nada!

O Esporte Clube Vitória já jogou vinte e cinco (25) partidas, ou sejam, setenta e cinco (75) pontos disputados, ganhando menos de um terço (1/3), estando com vinte e quatro (24) pontos (vá de retro), precisando de, pelo menos, mais uns vinte e um (21) pontos em trinta e nove (39) a serem disputados para se livrar do terrível rebaixamento. Faltam treze (13) jogos, sendo sete (07) dentro do Barradão. Exatamente os vinte e um (21) pontos que precisamos. Isto que dizer que temos que ganhar todas as partidas dentro de casa. É e será muita pressão.

Voltemos ao “se”. Se o time tivesse jogado contra o Palmeiras como jogou contra o Atlético Mineiro, certamente o resultado seria outro. Se Vinícius tivesse feito pelo menos um daqueles gols contra o Atlético, a partida poderia ter tomado outro rumo. Se Juan não tivesse perdido os pênaltis contra o Figueirense e contra o Flamengo, estaríamos com vinte e seis pontos e fora da zona maldita. Estes são alguns “se” que mudariam completamente o rumo das coisas.

Já dissemos diversas vezes que o que vale é o resultado. Jogou bem contra o Atlético Mineiro e perdeu. Jogou mal contra o Palmeiras e também perdeu. É do conhecimento de todos nós que, com o elenco regular que temos, o que faz a diferença mesmo são a vontade de ganhar, a raça, a determinação, a disciplina tática e o sangue no olho.

Ontem (28/09), os comentaristas do SportTV, Lédio Carmona e André Risek, disseram que time ruim quando acha uma ou mais oportunidade (s) de gol (s) e não faz, com certeza será punido, pois o adversário não vai perdoar. Eles estavam comentando sobre o jogo entre Figueirense e Palmeiras (classificou os dois de ruins – perdemos para ambos, sendo Palmeiras duas vezes, cá e lá) e o lance em que Valdívia achou uma oportunidade de ouro para matar o jogo e não fez (o Palmeiras estava ganhando de 1 X 0 até os quarenta minutos do segundo tempo). O Figueirense fez três gols em cinco minutos. Foi o caso do Vitória contra o Atlético Mineiro. Vinícius teve a bola do jogo (duas vezes) e desperdiçou. Tardelli matou! Dava para prever o gol quando a jogada começou no meio de campo. O cara partiu com um vontade e uma velocidade da zorra.

Pois é meus amigos, temos que ganhar do Botafogo (04/10 – 16h:20), Goiás (08/10 – 21h), Cruzeiro, Criciúma, São Paulo, Coritiba e do Santos dentro do Barradão e beliscar alguns pontinhos fora de casa contra o Sport Recife (12/10 – 18h:30), Corinthians, Grêmio, Chapecoense, Figueirense e Flamengo. Missão difícil, quase impossível…

Que os “se” fiquem a nosso favor e que o Nosso Bom Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo, Todos os Santos, Anjos, Serafins e Querubins intercedam por nós, por que a coisa tá preta, a situação tá difícil, dificílima…

Eu acredito! Deveremos fazer a nossa parte e ter (todos nós, principalmente jogadores e comissão técnica) muita humildade (sempre e do fundo do coração), vontade de vencer, raça, determinação e sangue no olho em todos os jogos que faltam.

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Anúncios

Sobre rocharubronegro

Apenas um rubro negro apaixonado.

Publicado em setembro 30, 2014, em Rocha. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: