Com um a mais ou a menos?

Mais uma vez vimos o time do Vitória sem técnica, sem tática, sem alma, num jogo feio, num campo horrível, digno e próprio para os nossos pernas de pau. Vimos um bando em campo. Vimos um elenco limitado (sofrível), treinado (treinado?) por outro mais limitado ainda.

Vou parar de ficar repetindo que o time é a cara do dono, seja o dono presidente, seja o dono treinador. Há muito tempo estamos sofrendo com os dois. O pior é que não vemos nenhuma melhora, nem demonstração que se aprendeu com os erros. Pelo contrário, parece que desaprenderam.

Mais uma vez o time teve a vantagem de jogar com um jogador a mais e não soube tirar proveito disso, parecia que estava com um jogador a menos como ocorreu no BAVI. E aí vem a pergunta que não quer calar: não tirou proveito por causa da limitação do elenco ou do treinador? Acho que por ambos.

E não me venha com a desculpa do gramado ruim ou da temperatura, pois o pau que dá pra Chico, também dá pra Francisco. Tudo isso era sabido (será? Com o bando de amadores que temos, chego até a ter dúvidas!). Qualquer treinador de várzea sabe que para cada jogo/adversário deverá ter uma estratégia específica, levando-se em conta as peculiaridades do gramado, temperatura, etc. Não é isso meu irmão? Pois é, mas contra o fortíssimo Juazeirense não tivemos competência de fazer um gol seguer, pelo contrário, se tivesse que ter um vencedor no jogo, este deveria ser o time local.

E a cena de comédia pastelão, vocês viram? Parecia o Gordo e o Magro. Dei muitas risadas quando vi a trapalhada feita por Vander e Neto Baiano na jogada ensaiada (ensaiada?) de cobrança de falta, quando Vander deu um leve toque na bola e os jogadores do Juazeirense sairam da barreira pegaram a bola e armaram o maior contra ataque quase culminando em gol. Uma jogada que deveria ser contundente e fatal para o Vitória acabou saindo justamente ao contrário. E aí eu faço outra pergunta: o que esse pessoal faz ou tem feito nos treinos? Não precisa responder, pois pelo que estamos vendo, NADA!!!

Parece ou não parece que nos jogos contra o jahia e Juazeirense quem estava com um jogador a mais eram eles? Eu tenho certeza que todos vocês viram.

Como vocês sabem, eu evito ao máximo falar sobre um jogador ou sobre um jogo específico, normalmente falo sobre o conjunto da obra. E aí eu quero saber a quem responsabilizar pelos setenta dias perdidos em 2015, seja quanto à montagem do elenco, seja quanto à falta de um esquema tático (sem padrão de jogo)?

Pelo amor de Deus, quem vai ensinar Nino Paraíba a fazer cruzamentos, fundamento básico de um lateral? E Neto Baiano que já emagreceu sete quilos e ainda continua gordo? E Jorge Wagner? Me faça uma garapa!!!

O problema do Vitória não é desse ou daquele jogador, é do conjunto. Se você não tem alguém (ou uma estrutura) competente para montar um elenco e aí fica pegando as bolachas quebradas, os refugos e as sobras que aparecem, a coisa fica difícil, você não vai a lugar nenhum. Se você não tem um planejamento adequado, se você não sabe para onde ir, nenhum caminho lhe levará a lugar algum.

Acabei de saber que Ricardo Drubscky não é mais o técnico do Vitória. Segundo informações, o novo técnico será Jorginho, ex-lateral direito da seleção brasileira. Será???

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Anúncios

Sobre rocharubronegro

Apenas um rubro negro apaixonado.

Publicado em março 9, 2015, em Rocha. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: